O SENTIDO DA ESPIRAL NO LABIRINTO DE PAISAGENS CAMBIANTES INDAGA A ALMA CRIATIVA NO ESPAÇO COLETIVO

NÚCLEO DE ESTUDOS DA PAISAGEM - FAU USP
aprender com a cidade, aprender na cidade
retornar





PUBLICAÇÕES:
SANDEVILLE JR., Euler; SIQUEIRA, Rafael; NEBESNYJ, Larissa. Por espaços de cultura livre e ativa na cidade de São Paulo. São Paulo: Coletivo Cicas (Centro Independente de Cultura Alternativa e Social), 2011.

INICIAÇÃO CIENTÍFICA:
Rafael Siqueira. Transformação da paisagem e apropriação dos espaços públicos no Jardim Julieta, Vila Maria, São Paulo. 2011-2012.
paisagem                ensino                pesquisa                arte
        espiral da sensibilidade e do conhecimento 

por um conhecimento livre e sensível, por um mundo livre e em paz


ESTUDOS E AÇÕES NA REGIÃO NORTE/NOROESTE DA METRÓPOLE

FICA CICAS: JARDIM JULIETA/ VILA MEDEIROS
pesquisador responsável: Rafael Siqueira
orientador: Euler Sandeville Jr.


O trabalho é realizado na interface com um coletivo de cultura de resistência situado em área periférica em São Paulo: o Centro Independente de Cultura Alternativa e Social (CICAS), situado à avenida do Poeta no Jardim Julieta, zona norte de São Paulo (Subprefeitura Vila Maria/ Vila Guilherme). O coletivo, formado por jovens artistas, músicos e moradores locais, ocupou um espaço que estava abandonado e até então era utilizado como ponto para usuários de drogas. Desde a ocupação do pequeno galpão de alvenaria, em 2007, o coletivo vem realizando atividades de educação popular, educação ambiental, recreativas e lúdicas, inclusive fomentando debates acerca das transformações da paisagem, atuando em redes de cooperação com outros coletivos da Zona Norte.

O CICAS sofreu no dia 14/06/10, um atentado de desrespeito à cultuta e ao cidadão, quando teve seu espaço de convivencia e produção na iminência de ser demolido pelo Poder Publico, obdencendo ordens particulares da Sub-Prefeitura de Vila-Maria/Guilherme. As ações foram realizadas arbitrária e ilegalmente, sem ordem judicial. O fato levou ao NEP somar-se no apoio ao coletivo e desencadeou um processo de cooperação entre nós. Inicialmente, participaram do NEP Euler Sandeville, Larissa Nebesnyj e Rafael Siqueira, dando origem em 2011 à iniciação Científica de Rafael Siqueira.

Os processos desencadeados pelo Núcleo de Estudos da Paisagem (NEP) em parceria com o CICAS envolvem metodologias participantes e de ação, voltados para a interpretação e transformação qualificada do espaço urbano e dos espaços de uso coletivo. Como outros trabalhos do NEP, este funda-se na proposição da Espiral da Sensibilidade e do Conhecimento, na conceituação da Paisagem como experiência partilhada e socialmente construída, e na proposição de experiências de aprendizagem em paisagens vivenciadas. O conhecimento e o aprendizado são entendidos como uma construção experimental de saberes e práticas, em contínua reconstrução. As vivências se dão em situações que assumem a cidade como espaço de aprendizado e de pensamento. Esses processos aguçam a sensibilidade de cada pesquisador, permitindo um rico processo de aprofundamento dos pressupostos adotados pelo Núcleo.


PARCEIROS



aprender com a cidade, aprender na cidade

NÚCLEO DE ESTUDOS DA PAISAGEM - FAU USP